Skip to content


Restaurando uma base LDAP

Passei por um probleminha outro dia: eu precisava instalar um novo sistema em um servidor, porém ele tinha uma base LDAP completa.

Acabei vendo que o processo é simples, mas que precisamos de seguir alguns passos para que funcione:

  • Primeiramente, antes de instalar o novo servidor, devemos obter toda a base e salvar em um arquivo, para isso, basta fazer:
    # slapcat -l base_LDAP.ldif
  • Agora que temos o arquivo ldif, basta instalar o novo sistema;
  • Após a instalação, instale também os pacotes:
    # apt-get install slapd libnss-ldapd libpam-ldapd
    Configure-os já com os nomes da base antiga.
    Também vá ao diretório /etc/ldap e configure o ldap.conf para sua base;
  • Agora vá ao diretório que armazena as configurações do slapd, para o servidor, e remova a base de dados:
    # /etc/init.d/slapd stop
    # rm /var/lib/ldap/*
    # /etc/init.d/slapd start
    Isso obrigará o slapd a iniciar com uma base de dados vazia, para que possamos assim incluir nossa nova base. O start dado no slapd foi somente para recriar a base, porém, limpa;
  • Agora é só parar o slapd e restaurar nossa base:
    # /etc/init.d/slapd stop
    # slapadd -l base_LDAP.ldif
    # /etc/init.d/slapd start
  • Prontinho!

Simples, não é?

Se por acaso o slapadd der problema, dizendo que os padrões estão no formato errado, pode ser por você não ter adicionado o schema do samba. A forma mais fácil de adicioná-lo é utilizar o exemplo de schema que vem no pacote samba-doc.

Postado em 🐧 GNU/Linux 🐧.


0 Respostas

Fique por dentro da conversa, assine o Feed deste post   em RSS.



Some HTML is OK

ou, responda este post através de um trackback.